3 formas de economizar com o licenciamento de softwares para empresas

Mãos empilhando moedas

O licenciamento de softwares tem diversas opções de aquisição para empresas. Economizar com este tipo de investimento, principalmente quando fora de hora, é fundamental.

———————————————————————————————–

A compra de softwares, mais conhecido como licenciamento de softwares, além de ser um processo chato é complicado para pequenas e médias empresas que não tem pessoal dedicado e especializado nas regras.

O software, como bem intangível, é considerado uma propriedade intelectual, sendo assim regulamentado e resguardado por leis, principalmente pelas políticas de antipirataria do governo e dos fabricante de softwares, que preveem auditorias e multas.

Ou seja, ao usar um software na empresa temos que atender determinadas regra de uso comercial, pagando o preço definido para cada situação.

Hoje é praticamente impossível que uma empresa, prefeitura ou escola funcione sem utilizar softwares ou aplicativos digitais. A escolha desses recursos irá impactar nos processos produtivos e nos resultados de qualquer organização.

De que forma uma empresa pode economizar com licenciamento de softwares?

Um empresario, no seu dia a dia, precisa manter o foco em resultados. Não dá para ficar contando softwares, controlando chaves, versões, edições ou quem está usando ou instalando produto não original.

Mas você não pode deixar questões de licenças de softwares atrapalharem seus processos e negócios, não é mesmo?

E muito menos perder tempo com ligações, e-mails, auditorias e notificações com planilhas enormes e uma infinidade de siglas e códigos misteriosos para responder.

Economizar com licenciamento de softwares
Foco na produtividade

Selecionamos três formas para você economizar com o licenciamento de softwares, principalmente agora, nestes tempos de lava jato e economia de centavos:

1 – Consulte  um especialista, uma revenda autorizada.

Existem diversas formas e modelos de licenciamento para empresas. Somente um profissional habilitado poderá ajudar você com segurança.

Não são chaves de licenças, de num site de compras, a preço de banana e com Nota Fiscal de serviço, que vão resolver a situação!

Além do risco do uso irregular, estará rodando na sua empresa um software de origem duvidosa, carregado de espiões de olho em suas senhas e movimentações.

2 – Opte sempre pela nuvem

Você precisa ter em mente que irá utilizar software como usa a energia e que, de uma forma ou outra, sempre irá precisar pagar por eles.

Pense se ainda existe alguma empresa, faturando, que utiliza PCs IBM 386 com Windows 95 e Internet Explorer 6?

Nem todos os softwares estão disponíveis na nuvem ou até pode existir algum impedimento técnico, no momento, para esta opção. Então um programa de licenciamento correto deverá ser escolhido, que garanta tranquilidade e bom preço.

Utilizar software em nuvem é ter acesso há uma infinidade de aplicativos e recursos que podem turbinar seus resultados através dos ganhos de produtividade.

Usar software em nuvem é pagar assinaturas. Lançar contabilmente como serviço. Ampliar ou diminuir a quantidade conforme a sua demanda.

3 – Conheça as ofertas de financiamento e descontos do fabricante

Todo o software original, em nuvem ou não, tem opções financeiras de aquisição. A vista, parcelado ou financiado em até 12x sem juros.

Se o investimento em licenciamento de softwares surgiu se forma inesperada e não planejada, como uma Interpelação Extrajudicial, o tempo para tomada de decisão pode ser curto.

Quase todo fabricante de software possui Distribuidores e Canais de Venda, com consultores habilitados e conhecedores das ofertas e promoções de existente em cada período do ano.

Tomar ciência de todas as opções técnicas, atender o limite disponível para investir e ainda ter habilidade para negociar prazos legais: Você pode contar conosco para auxiliar suas escolhas. Clique aqui.

Alexandre Cavalcanti

Especialista em Tecnologia da Informação, SaaS e Nuvem. Entusiasta de atividades comunitárias locais, escotismo, meio ambiente, história e filosofia.